São Paulo
Uma pausa no corre
Por: Mônica Herculano
publicado em: 20 de dezembro de 2015

Foto: http://www.flickr.com/photos/lemonsieurHá oito anos, mais exatamente no dia 2 de agosto de 2007, nascia o Uia Diário. Como um blog, pensado pra dividir com os amigos dicas culturais da cidade de São Paulo, tendo como mote a clássica pergunta: qual é a boa do dia?

 

No início, as criadoras Ana Carmo e Alice Coutinho convidaram vários amigos pra serem colaboradores. O tempo foi passando, os amigos já não tinham mais muito tempo pra se dedicarem a postar todo dia. Mas Ana, Alice e Mônica Herculano persistiam. E decidiram, então, que era hora de fazer o blog virar um site.

 

Se um blog já dava trabalho, imagina se comprometer a prestar um serviço de agenda diária em um site. Já eram mais de 50 casas e espaços culturais que as meninas iam atrás diariamente pra saber qual a programação. Todo o trabalho de pesquisa, redação, programação era feito fora do horário comercial, depois que elas chegavam do trabalho “formal” (a.k.a o que pagava as contas).

 

Tiraram dinheiro do bolso, contrataram uma designer (a maravilhosa Lin Diniz) pra dar uma cara bonita pro negócio, patinaram entre vários programadores, reuniões semanais, planejamentos, ideias para sair do digital (ainda existe o boneco de uma revista mensal impressa que nunca circulou). Decidiram fazer um podcast, que teve 73 edições e muita história contada e vivida no estúdio da casa do parceiro, amigo e diretor Theo Werneck. Foram convidadas pra fazer uma agenda semanal no IG, onde por cerca de um ano tiveram a experiência de indicar programas culturais de todo o Brasil.

 

No final de 2011, Ana decidiu que era hora de fazer outras coisas. Alice e Mônica decidiram que manteriam o site, e começaram a pensar em uma nova série de ações que pudessem ser realizadas, não apenas no sentido de crescer como referência cultural na cidade – como com os bate-papos mensais sobre música durante todo o ano de 2014, na Casa do Núcleo -, mas especialmente na tentativa de que o site tivesse sustentabilidade financeira – coisa que nunca tinha acontecido: o site nunca teve apoio financeiro, publicidade, doadores, patrocinadores…

 

Entre conversas com amigos, potenciais investidores, especialistas em marketing digital, agências de publicidade, conheceram Daniel Taparelli, que não apenas se ofereceu pra fazer um aplicativo para iPhone como na primeira reunião já chegou com o negócio pronto, e o Raúl Javales Junior, que topou bancar a atualização do site e também dar um apoio financeiro pro pagamento da jornalista Caroline Sarmento, que desde 2014 ajudava na publicação diária dos eventos – a essa altura, além das mais de 50 casas e espaços culturais que o site já cobria, dezenas e dezenas de emails chegavam todo dia com sugestões de pauta.

 

Há um ano, mais exatamente no dia 15 de dezembro de 2014, entrou no ar o novo site do Uia. De novo com designer da Lin Diniz, mas já com a programação de uma equipe que finalmente atendeu às expectativas, o pessoal da Doois, lá de São Carlos.

 

Era uma nova e maravilhosa perspectiva que se desenhava. Com o site formatado pra ter mais visualizações (e consequentemente mais possibilidades financeiras), planos pro lançamento de um novo aplicativo (também para Android, como sempre era pedido, e com mil funcionalidades), ideias de eventos presenciais, início de um canal no YouTube (UiaTV, com vídeos lindos do super Murilo Alvesso), um programa de rádio online estreando na Antena Zero, 2015 tinha tudo pra ser o ano da virada. Mas não aconteceu.

 

Só pro site, as ideias de melhorias eram muitas, como ter mais textos de colaborações, fazer cobertura de eventos, ampliar e melhorar a agenda diária (menos copia e cola de release e mais textos próprios). Mas só o site, só pra manter o mínimo que vinha sendo feito há anos, já era muito trabalho. Muito mais do que estava sendo possível manter, ainda fora do horário comercial. Eram noites, madrugadas, finais de semana, feriados… Toda hora era hora de checar se estava tudo certo. E todo dia a sensação de que poderia e deveria ser feito mais e melhor.

 

Mas como fazer mais e melhor, com as mesmas condições de tempo e de grana, e menos condições físicas? Afinal, passaram-se 8 anos, as corujas já não têm mais 20 e poucos, e até uma corujinha virá ao mundo em 2016. Ou seja, as responsabilidades estão aumentando e não dá mais pra fazer só por amor.

 

Por isso, a decisão: é hora de dar uma pausa no corre. E fazer uma avaliação profunda, que não é possível com a roda girando. Descansar, olhar de fora, tentar identificar novas possibilidades e voltar apenas quando puder oferecer o serviço completo e bem feito.

 

O Uia não está acabando, mas a partir deste dia 21 de dezembro de 2015, entra em pausa por tempo indeterminado.

 

Enquanto isso, todas as ideias e propostas serão muito bem-vindas, avaliadas e consideradas. O email dicas@uiadiario.com.br continuará aberto, mas ao invés de dicas do que fazer hoje, receberá sugestões sobre como o projeto das corujas pode se manter vivo.

 

Por enquanto, só agradecimentos a todo mundo que participou e ajudou nesses anos todos. Cada um sabe como e quanto. Sintam-se abraçados, beijados e amados eternamente. Tudo valeu a pena!

 

Até breve!

Envie para um amigo

Quer comentar? 00

Música
Fernando Salem
Música
Fernando Salem
Fernando Salem faz show de seu atual projeto, o eDisc Eu Segundo Eu no Bona, com as participações especiais de Emerson Leal, Marcos Bowie e Carneiro Sândalo. No movie-show Eu Segundo Eu, a voz e o violão de Salem se mixam à pressão sonora e visual de ritmos e imagens pré-programadas de diferentes fases da […]
LOCAL
Música
Wanda Sá, Marcos Valle e Roberto Menescal
Música
Wanda Sá, Marcos Valle e Roberto Menescal
Os três artistas se reúnem para prestar homenagem e rememorar os 60 anos da bossa nova, da qual foram peças fundamentais. Os compositores Menescal e Marcos Valle apresentam obras autorais. Já a intérprete Wanda Sá revisita clássicos de outros compositores da bossa, como Tom Jobim, Vinícius de Moraes, João Donato e Carlos Lyra.
LOCAL
Música
Família Bonagente
Música
Família Bonagente
Nascida em 2016 no coração de São Paulo o grupo cria a través de suas apresentações uma ponte onde é possível dialogar com músicas e sonoridades de princípios de 1900. Uma releitura com algumas jóias da origem do jazz & Blues e algumas músicas autorais. O encontro sonoro dos três integrantes do grupo Rocio Romero, […]
LOCAL
Música
Arismar do Espírito Santo, Gabriel Grossi e Fábio Peron
Música
Arismar do Espírito Santo, Gabriel Grossi e Fábio Peron
Encontro de dois feras da música instrumental brasileira. Neste show, o multiinstrumentista Arismar do Espírito Santo se reúne com o gaitista Gabriel Grossi com participação especial do bandolinista Fábio Peron para apresentarem repertório autoral, releituras e improvisos inspirados vindo de dois grandes nomes da música instrumental! Gabriel Grossi Apesar de jovem, Gabriel tem uma trajetória […]
LOCAL
CATEGORIAS
Contato
para dicas:
para anunciar: