São Paulo
Local:
Instituto Tomie Ohtake
Rua Coropé, 88
Pinheiros - São Paulo
(11) 3814-0705
Horário:
das 11h às 20h
$
Grátis
Artes Visuais, Exposição
Pedro Moraleida – Canção do Sangue Fervente

Parte da vigorosa e extensa produção de Pedro Moraleida, interrompida precocemente com sua morte aos 22 anos, em 1999, é apresentada pela primeira vez em São Paulo. Desde 2016, o Instituto Tomie Ohtake tem trabalhado para viabilizar a primeira retrospectiva do artista fora de sua cidade, Belo Horizonte.

Em Canção do sangue fervente, o curador Paulo Miyada reúne uma seleção de cerca de 200 trabalhos, de pinturas a poemas, que revelam a singularidade de uma obra que não se encaixou em nenhuma tendência e nem ao seu tempo. Com palavras, figuras, cores e traços, Moraleida construiu, segundo o curador, uma narrativa épica a partir de grandes séries povoadas de alegorias, símbolos e imagens de desejo, castração e violência.

Nesta exposição, todo o esforço foi feito pelo curador para que as obras aparecessem com sua potência disruptiva e, ao mesmo tempo, amplamente contextualizadas pelas ideias e pulsões do artista. Entre os trabalhos estão diversos conjuntos de desenhos e pinturas, entremeados a textos, histórias em quadrinhos, listas, fotografias e poemas, com destaque para Faça você mesmo sua Capela Sistina, a mais ambiciosa de suas proposições, ocupando quase uma sala inteira. Para o curador ainda, toda provocação emanada pela obra de Moraleida foi antes de tudo vivida por ele, em uma trajetória de excessos e angústias.

Após a morte do artista, seus pais Luiz Bernardes e Nilcéa Moraleida convidaram o jovem professor Gastão Frota e colegas – Cinthia Marcelle, Emílio Maciel, Pedro Bozzolla e Sara Ramo – para fazer o primeiro levantamento da obra de Moraleida e a curaradoria de uma exposição que ocupou todas as salas de um antigo hospital infantil abandonado, em Belo Horizonte com uma ampla seleção de suas mais de 450 pinturas, 1450 desenhos, 400 textos e 100 experimentos sonoros.

Desde então, pesquisadores e curadores como Marcos Hill, Rodrigo Moura, Camila Bechelany, Maria Inês Coutinho, Solange Pessoa, Augusto Nunes Filho, Adriano Gomide, Walter Sebastião e Veronica Stigger debruçaram-se sobre seu trabalho em mais de uma ocasião. Ainda assim, este só circulou amplamente há pouco tempo, primeiro quando Juliana Cintra mostrou seus trabalhos, na 5ª Edição da “Exposição de Verão” da Galeria Box 4, em janeiro de 2008, no Rio de Janeiro, mas, principalmente, quando Cinthia Marcelle indicou a participação de Moraleida na mostra itinerante Imagine Brazil (Oslo, Lyon, Doha, Montreal e São Paulo, entre 2013 e 2015). No ano passado, uma mostra retrospectiva no Palácio das Artes em Belo Horizonte cativou amplo debate público.

Até 17 de fevereiro
De terça a domingo, das 11h às 20h

Envie para um amigo!

Teatro
O Mistério de Irma Vap
Teatro
O Mistério de Irma Vap
O Mistério de Irma Vap (2019) A trama original se passa em um lugar remoto da Inglaterra e conta a história de Lady Enid, a nova esposa do excêntrico Lord Edgar. Ela tem que se adaptar a viver em uma mansão mal-assombrada pelo fantasma da primeira esposa de seu marido – o lugar onde o […]
LOCAL
FestaNoite
Sheela, A Festa
FestaNoite
Sheela, A Festa
Tal como veio, foi-se o verão, mas permanece o calor no coração. E essa magia colorida (coisas da vida) tem data para voltar a irromper o salão do plebeu Espaço Nobre, com a sexta e não menos retumbante edição da Sheela, festa onde bundinhas de fora, toplesses na areia, gente virando sereia e qualquer tipo […]
LOCAL
Música
Marco Mattoli @ Samba do Marcos convida o Mundareu Paulista
Música
Marco Mattoli @ Samba do Marcos convida o Mundareu Paulista
Sexta-Feira dia 26 de abril, venha conhecer o novo trabalho autoral do Marco Mattoli o “Samba do Marcos”, no Estrella Galicia Estação Rio Verde. Nessa edição especial ele recebe o mundaréu paulista para uma noite de celebração do samba de São Paulo, com participação de Yvison Pessoa, Robson De Jesus Dos Santos, A Tríade – […]
LOCAL
Música
Clarianas
Música
Clarianas
QUEBRA QUEBRANTO O novo espetáculo musical das CLARIANAS propõe a verticalização da linguagem que une a sonoridade tradicional com o discurso urbano pulsante no gueto. As novas canções aprofundam temas como empoderamento feminino, extermínio da população negra, herança indigena e religiosidade afro brasileira, sempre envoltos às vozes das “lavadeiras”, tambores e harmonias sertânicas. É um […]
LOCAL
CATEGORIAS
Contato
para dicas:
para anunciar: