São Paulo
Local:
Estúdio Bixiga
Rua Treze de Maio, 825
Bixiga - São Paulo
Horário:
23h
$
R$ 10 (antecipado); R$ 20 (na porta)
Ingresso
Festa, Música, Noite
Cocada Junina da Justiça

No dia de São Pedro o Estúdio Bixiga recebe a Cocada da Justiça – reunindo o encontro dos cocos:

Coco das Flores
Coco do Candearte
Coco das Juremas
+ convidados especiais!

Discotecagem
Maria Mulé Braba (Carol Aflorada)

// Sobre Coco das Flores
O Coco das Flores é um movimento de mulheres urbanas pela valorização do coco de roda. Ressaltam o feminismo e o “empandeiramento feminino” através da prática e do compartilhamento do coco ente mulheres. Promovem vivências, oficinas, intervenções em espaços públicos, bailes e rodas – sempre com um olhar especial para o feminino dentro desta manifestação – enaltecendo a importância das mestras, dos grupos femininos e das mulheres que dedicam sua vida para a manutenção desta tradição. Em suas apresentações trazem cantos de Selma do Coco, Caiana dos Crioulos, Vó Mera, Aurinha, Cila do Coco, Odete de Pilar, Renata Rosa. Trazem paródias feministas e o canto “Senhora Maria da Penha” do Coco das Manas (PB).

// Sobre Coco do Candearte
O grupo Candearte apresenta uma vivência em roda de coco e ciranda conduzido pelo Mestre Geraldo Magela – que a treze anos direciona o espaço, localizado no Parque Maraba – regiao periferica do Taboão da Serra (SP) – onde promovem mensalmente a Cocada do Candearte – a roda de coco mais antiga de SP – além de oficinas e vivências a partir de outros ritmos brasileiros – como a capoeira e o Boi de Reis – manifestação oriunda do seu estado – Minas Gerais.

// Sobre Coco das Juremas
Unidas pelos tambores, pelo afeto e desejo de fortalecer a cena das mulheres na música, nasce a coletiva Juremas!
Mulheres ecoando suas vozes e se fazendo presentes na pesquisa e difusão da cultura popular brasileira, partindo da diversidade de experiências como artistas em SP, seja como musicistas, compositoras, arranjadoras ou dançarinas.
No show “Coco para Iemanjá e batuque para as Ayabás”, apresentam o coco e o samba deroda, além de ijexá, afoxé e toadas de bumba meu boi. Toda mulher é Jurema, toda mulher é sagrada! Somos muitas, somos diversas e múltiplas.Lucila Poppi, Marília de Carvalho, Nenê Cintra, Ellen Souza, Sandra Luciano, LarissaMaranho, Teresa Teles, Bárbara Magalhanis, Ste Ste, Juliana Rodrigues e Bruna Do Prado

Envie para um amigo!

CATEGORIAS
Contato
para dicas:
para anunciar: