São Paulo
Rapidinha com o Uia: Mika Lins
Por: Uia Diário
29 de maio de 2018


Mika Lins é atriz e diretora de teatro. Nos anos 1990, esteve em minisséries na Bandeirantes, Globo, Manchete e SBT. No teatro, atuou nos espetáculos “O Alienista”, de Machado de Assis (1992); “Frida” (1996), escrito especialmente pelo autor argentino Ricardo Halac, em que fez o papel da pintora mexicana Frida Kahlo; “Cacilda!!!” (1998/1999), dirigida por José Celso Martinez Corrêa; “Amores Difíceis” (1999), com direção de Eugênia Thereza de Andrade; “A Fábula do Cozinheiro” (2000), de Sam Sheppard; e “Frankesteins” (2002/2003), dirigido por Jô Soares.

Nos últimos anos, ela passou a se dedicar mais à direção, e está indo muito bem, obrigada! O Uia passou a acompanhá-la mais de perto após o espetáculo “Festa no Covil” (2013), baseado no livro do grande escritor mexicano Juan Pablo Villalobos e estrelado brilhantemente pelo ator Marcos de Andrade.

Em 2017 ela dirigiu a série TERRADOIS (com Ricardo Elias), que foi ao ar na TV Cultura, e nesta semana estreia mais uma peça, “Quero morrer com meu próprio veneno”, no Centro Cultural Fiesp. No texto de Ana Carolina, interpretado pelas atrizes Luiza Curvo, Luisa Micheletti e Luna Martinelli, Ofélia (a mesma de Hamlet) se apresenta em três versões dela mesma: aquela que fala, a que pensa e a que escuta. É a história de uma Ofélia contemporânea que carrega o peso de viver em uma sociedade pautada pelo homem (saiba mais clicando aqui).

Mika mora no icônico Copan e sempre nos presenteia no Instagram com ótimas fotos da cidade tiradas do seu apartamento. E além de se dedicar aos projetos de dramaturgia, no ano passado criou com a filha, Taciane Glasberg, a Júpiter Bolos de Outro Planeta. Ouvimos dizer que, além do nome, os bolos são ótimos!

Confira nossa Rapidinha com ela:

Uia: Qual a boa em São Paulo?
Mika Lins: A boa é aprender a ver beleza nesse caos.

Uia: E uma roubada?
ML: As quatro estações em um dia só. Tem que sair preparado pra adaptar a roupa durante o dia.

Uia: Uma trilha sonora pra São Paulo.
ML: Sampa. Não tem como. A nossa mais perfeita tradução.

Uia: Qual o último show que você viu na cidade?
ML: Paralamas do Sucesso na Virada Cultural.

Uia: E último filme que assistiu?
ML: Casa de Papel.

Uia: O que te tira o sono em SP?
ML: Violência.

Uia: Alguma solução pra voltar a dormir em paz?
ML: Não sei. Envolve justiça social , educação e vontade política.

Uia: Um rosto e/ou voz pra São Paulo.
ML: Não me vem ninguém. É muito pluralista pra ter apenas um rosto ou voz.

Uia: Um espetáculo que você gostaria de ver na cidade.
ML: Gostaria de um festival Shakespeare de rua.

Uia: Qual bairro você homenagearia numa canção?
ML: O meu bairro, República.

Uia: Uma frase que defina São Paulo.
ML: Existe mesmo uma poesia concreta em nossas esquinas. Caetano fez a nossa melhor definição.

Envie para um amigo

Artes VisuaisExposição
ACERVO EM TRANSFORMAÇÃO: MUSEUM OF CONTEMPORARY ART CHICAGO
Artes VisuaisExposição
ACERVO EM TRANSFORMAÇÃO: MUSEUM OF CONTEMPORARY ART CHICAGO
Acervo em transformação é o título da exposição de longa duração da coleção do MASP. Os trabalhos são expostos nos cavaletes de cristal — placas de vidro encaixadas em um bloco de concreto. Os cavaletes de cristal ficam dispostos em fileiras na sala ampla, livre de divisórias, do segundo andar do museu. Retirar as obras […]
LOCAL
CATEGORIAS
Contato
para dicas:
para anunciar: