São Paulo
Rapidinha com o Uia: Felipe Crocco
Por: Uia Diário
17 de março de 2018


felipe croccoFelipe Crocco é baixista, guitarrista, produtor musical, um dos caras à frente do selo EAEO.

Super parceiro do Uia, em 2015 ele foi responsável pelas gravações do nosso programa de rádio, o Uia no Ar, que era transmitido semanalmente pela Rádio Vozes. Toda semana nos encontrávamos no estúdio do Epicentro Cultural e ao final das entrevistas com os convidados o papo sempre ia longe, passando por assuntos desde música até política – ele, aliás, é super engajado nos debates sobre temas sociais.

Dia 24 de março a banda do Felipe, o Chimpanzé Clube Trio, lança seu quinto álbum, Zerânia (clique aqui pra saber do evento). Com 15 anos de estrada, o trio – formado por Angelo Kanaan, na bateria; Crocco e Luiz Miranda, alternando-se no contrabaixo e na guitarra – traz várias influências musicais, do krautrock ao rock progressivo, do disco-funk a surf music, mas sempre com raízes no rock setentista.

“Zerânia pode ser um lugar, uma época, um modo de vida, pode estar num futuro próximo ou distante, pode ser algo muito bom ou muito ruim. É o ouvinte quem vai construir a sua própria Zerânia – a banda apenas sugere a trilha sonora.”

Aproveitamos a deixa do lançamento pra fazer uma Rapidinha com o Felipe:

Uia: Qual a boa em São Paulo?
Felipe Crocco: A presença e os encontros com os amigos, as vastas possibilidades culturais, educacionais, espirituais (tem 3 centros budistas aqui perto de casa) e profissionais.

Uia: E uma roubada?
FC: Depender de grandes deslocamentos na cidade. Isso não precisaria ser um problema mas é, infelizmente.

Uia: Uma trilha sonora pra São Paulo.
FC: O disco Lux do Brian Eno. Pra ficar tranquilo no meio do caos. Tenho ouvido bastante e acho lindo.

Uia: Qual o último show que você viu na cidade?
FC: Elza Soares – A Voz e a Máquina. Do alto dos seus mais de 80 anos ela vem com um show super atual e contemporâneo. Totalmente sincronizado com o que tem se produzido de melhor na música brasileira hoje em dia e dialogando com nossos problemas mais atuais. Isso como se já não bastasse ter lançado agora em 2015 “A Mulher do Fim do Mundo”. A Elza é realmente incrível!

Uia: E o último filme que assistiu?
FC: The Square: A Arte da Discórdia. Engraçadíssimo, inteligente e meio angustiante. Pra se ver o quanto as coisas não tem mesmo muito sentido e como uma vida de alta realização profissional, conforto e prazeres também pode ser bem vazia.. Recomendo muito!

Uia: O que te tira o sono em SP?
FC: Ter João Dória como prefeito. Me incomoda bastante saber que a cidade está – literalmente – à venda e que uma elite violenta, autoritária e ignorante está no comando.

Uia: Alguma solução pra voltar a dormir em paz?
FC: Organização popular, vida em comunidade. Não tenho a menor ideia de como fazer isso mas acho que melhoraria bastante o meu sono.

Uia: Um rosto e/ou voz pra São Paulo.
FC: Mano Brown.

Uia: Um espetáculo que você gostaria de ver na cidade.
FC: Não tem um espetáculo específico que eu gostaria de ver, acho que Sampa já tem bastante oferta nesse sentido. O que eu gostaria de ver é mais casas de show e que essas casas de show fossem mais viáveis economicamente. Shows nas ruas e praças da cidade acho excelente também. Quanto mais, melhor! 

Uia: Qual bairro você homenagearia numa canção?
FC: Já deve ter varias homenagens mas eu gosto muito da Santa Cecília.

Uia: Uma frase que defina São Paulo.
FC: Não sei se define mas eu gostaria que definisse: “possível novo quilombo de zumbi”.

Envie para um amigo

Artes Visuais
Exposição À Nordeste
Artes Visuais
Exposição À Nordeste
À Nordeste procura entrecruzar reflexões sobre o Brasil a partir da produção simbólica do Nordeste numa perspectiva de suas singularidades regionais e da radicalidade de sua dimensão sensível. Um olhar sobre a história da região que revela dimensões vertebrais da formação e da contemporaneidade do Brasil e de suas infinitas pluralidades. Reunindo um conjunto significativo […]
LOCAL
Artes VisuaisExposição
ACERVO EM TRANSFORMAÇÃO: MUSEUM OF CONTEMPORARY ART CHICAGO
Artes VisuaisExposição
ACERVO EM TRANSFORMAÇÃO: MUSEUM OF CONTEMPORARY ART CHICAGO
Acervo em transformação é o título da exposição de longa duração da coleção do MASP. Os trabalhos são expostos nos cavaletes de cristal — placas de vidro encaixadas em um bloco de concreto. Os cavaletes de cristal ficam dispostos em fileiras na sala ampla, livre de divisórias, do segundo andar do museu. Retirar as obras […]
LOCAL
CATEGORIAS
Contato
para dicas:
para anunciar: