São Paulo
Rapidinha com o Uia: Bárbara Eugenia
Por: Uia Diário
08 de março de 2019


bárbara eugênia quadBárbara Eugenia é carioca, mas mora em São Paulo desde 2005 e foi por aqui que iniciou de fato sua carreira musical.

O primeiro álbum (“Journal de Bad”/2010) contou com participações de nomes como Edgard Scandurra, Tom Zé, Pupillo, Dengue, Karina Buhr e Guizado. O segundo, em 2013 (“É o que temos”), rendeu o prêmio Multishow de Música Brasileira por versão do ano com a faixa “Porque Brigamos”, sucesso de Neil Diamond eternizado em português pela cantora Diana. Em 2014, Bárbara uniu-se a Chankas (guitarrista do Hurtmold) para criar “Aurora”, que traz canções em inglês inspiradas em Beatles, Neil Young, country e folk dos anos 1960. No ano seguinte foi a vez de “Frou Frou”, terceiro álbum solo, e em 2017, do projeto“Vida Ventureira”, com o sempre parceiro Tatá Aeroplano.

No meio disso tudo, a cantora participou de projetos especiais, como Amigos Invisíveis, de Edgard Scandurra; a coletânea Literalmente Loucas (Elas cantam Marina Lima); a música-tema do filme “Abismo Prateado”, de Karim Ainouz; as coletâneas “Re-trato”, disco-tributo ao Los Hermanos, e “Mulheres de Péricles”, disco-tributo a Péricles Cavalcanti; e a segunda temporada do programa Cantoras do Brasil (Canal Brasil), homenageando Vinicius de Moraes.

Agora, no dia 8 de março de 2019, Bárbara lança seu quarto álbum, TUDA. Inspirado nas pistas de dança, misturando a moderna música eletrônica com a disco music dos anos 70 e o tecnopop dos 80, samba-reggae, rumba, reggaeton, carimbó, o disco traz 11 faixas que tratam de histórias de amor e da vida na cidade grande no século 21, e participações de Zeca Baleiro, Tatá Aeroplano, Iara Rennó e Felipe Cordeiro, entre outros.

TUDA já está disponível nas plataformas digitais e a gente recomenda que você ouça enquanto lê a Rapidinha que fizemos com a Bárbara:

Uia: Qual a boa em São Paulo?
Bárbara Eugenia: A primavera.

Uia: E uma roubada?
BE: Fim de tarde no verão na rua.

Uia: Uma trilha sonora pra São Paulo.
BE: Bach e Phillip Glass.

Uia: Qual o último show que você viu na cidade?
BE: Connan Mockasin.

Uia: E último filme que assistiu?
BE: Happy as Lazaro.

Uia: O que te tira o sono em SP?
BE: Olhar a agenda do dia seguinte antes de dormir.

Uia: Alguma solução pra voltar a dormir em paz?
BE: Desligar o celular

Uia: Um rosto e/ou voz pra São Paulo.
BE: Rita Lee.

Uia: Um espetáculo que você gostaria de ver na cidade.
BE: O espetáculo da natureza tomando seu lugar de volta!

Uia: Qual bairro você homenagearia numa canção?
BE: Liberdade, talvez…

Uia: Uma frase que defina São Paulo.
BE: O baguio é loko.

 

*Foto: Marcos Villas Boas

Envie para um amigo

Artes VisuaisExposição
LANDMANN – TÊXTEIS PRÉ-COLOMBIANOS
Artes VisuaisExposição
LANDMANN – TÊXTEIS PRÉ-COLOMBIANOS
Esta é a primeira de duas exposições dedicadas ao comodato MASP Landmann, que chegou ao museu em 2016, onde permanecerá por um período de dez anos. São 906 peças incluindo têxteis, objeto desta mostra, além de cerâmicas e metais. Ao longo de mais de cinquenta anos, Oscar e Edith Landmann reuniram uma das mais representativas […]
LOCAL
CinemaExposição
SALA DE VÍDEO: Laura Huertas Millán
CinemaExposição
SALA DE VÍDEO: Laura Huertas Millán
Laura Huertas Millán (Bogotá, Colômbia, 1983) é uma artista e cineasta franco-colombiana que, através de seu trabalho, explora temas como a etnografia, o exotismo, a história política, a ecologia e a ficção científica. Seus filmes têm participado das seleções oficiais do Festival de Cinema de Toronto, Locarno, Paris (Cinéma du Réel), Turim, Cartagena, Havana, Cidade […]
LOCAL
Exposição
Exposição Vaivém
Exposição
Exposição Vaivém
A exposição investiga as relações entre as redes de dormir e a construção da identidade nacional no Brasil. Quando a rede – criada por diferentes povos originários ameríndios – passou a ser associada de maneira direta com o território brasileiro e a noção de brasilidade? A exposição caracteriza-se por seu caráter trans-histórico, reunindo artistas de distintos […]
LOCAL
Artes VisuaisExposição
Björk Digital
Artes VisuaisExposição
Björk Digital
O MIS recebe a mostra internacional Björk Digital. Na exposição-instalação, tecnologia e arte se unem para ilustrar de forma contemporânea e artística as imagens poéticas das músicas da cantora islandesa Björk. A mostra, que estreou em Sydney em 2016 e já passou por Tóquio, Barcelona, Cidade do México, Moscou, Montreal, Londres e Los Angeles, entre […]
LOCAL
CATEGORIAS
Contato
para dicas:
para anunciar: