Porto Alegre
Local:



Horário:
Às 12:30 e às 19:30 (Ingressos serão distribuídos uma hora antes de cada sessão)
$
Grátis
Teatro
Matei um cara

Após um dia de trabalho cotidiano, Ernesto confessa a sua esposa, Marta, que matou um cara. A rotina da família é afetada e perturbada pelo acontecimento. Quando matar torna-se um ato cotidiano, a morte se desencadeia não apenas pelos atos, mas pelas palavras, pelas ideias e pela omissão.

O texto do dramaturgo argentino Daniel Dalmaroni é preenchido por um humor perverso, pontiagudo e cruel, abordando a verossimilhança com as situações cotidianas e representando o absurdo da nossa realidade.

Envie para um amigo!

CATEGORIAS
Contato
para dicas:
para anunciar: