Porto Alegre
Local:
Casa de Cultura Mário Quintana
Rua dos Andradas, 736
Porto Alegre
(+55 51) 3221-7147
Horário:
das 19h às 21h
$
de R$15,00 a R$30,00
Ingresso
Música, Teatro
Fábrica de Calcinha

14º Festival Palco Giratório – Porto Alegre apresenta:

FÁBRICA DE CALCINHA (RS) – Coletivo de Criação
– Data: 14 e 15 de maio, às 19h
– Local: Teatro Carlos Carvalho (R. dos Andradas, 762)
– Recomendação etária: 18 anos
– Duração: 45 min.

INGRESSOS:
– R$ 15,00 – Categoria Comércio e Serviços do Cartão Sesc/Senac, categoria Empresários com Cartão Sesc/Senac, estudantes, classe artística, maiores de 60 anos;
– R$ 30,00 – Público geral.

* Na compra online os valores são acrescidos da taxa de conveniência.
** Mediante apresentação do Cartão Sesc/Senac e para as demais categorias as devidas comprovações. Obrigatória a apresentação do mesmo na entrada ao teatro.
*** PROMOÇÃO: Na compra de 10 ingressos no mesmo canal de venda (Unidade Sesc ou online), o cliente ganha uma bolsa exclusiva do Festival.

PONTOS DE VENDA:
– Em todas as Unidades Sesc no RS e pelo site www.sesc-rs.com.br/palcogiratorio.
– Atendimento no Sesc Centro: Segunda a sexta, das 8h às 19h45. Sábados, das 8h às 13h. Havendo disponibilidade, a venda segue até o horário da sessão nos dias de semana e nos finais de semana, as vendas encerram às 13h e retornam 1h antes na bilheteria do Teatro.
– Ingressos para demais locais: Havendo disponibilidade, 1h antes na bilheteria do local do espetáculo.

Sinopse: Fábrica de Calcinha parte de escutas da paisagem sonora e pulsante do Centro da cidade de Porto Alegre. Ouvidos que se colocam entre público e privado, entre corpo, som e luz, matérias-primas da cena. Quem caminha pelos grandes centros urbanos, segue acompanhado pela presença sonora de vendedores ambulantes e seus cantos de sobrevivência. Em Porto Alegre, a presença da voz feminina gritando: “Fábrica de Calcinha! Fábrica de Calcinha é no quinto andar! Calcinha a R$1,50!” é um signo desta paisagem sonora rica em afetividade e força. Dentre as camadas da realidade urbana que o trabalho revela, está a expressão da mulher no Brasil contemporâneo, perfurando estereótipos, exaltando seu lugar de fala e resistência a tantas formas de violência.

Ficha técnica:
Direção geral: Marina Mendo
Criação sonora: Ricardo Pavão
Criação de luz: Marta Felizardo
Ativadores da cena (ao vivo): Marina Mendo, Marta Felizardo, Ricardo Pavão
Performances vocais (em off): Bethânia Panisson Ávila, Dedy Ricardo, Lígia Lasevicius Perissé, Ricardo Pavão, Rossendo Rodrigues, Tereza Mendo Rodrigues
Fragmentos textuais: Hilda Hilst (A obscena senhora D.), Matéi Visniec (A Louca Tranquila), Marina Mendo e Ricardo Pavão
Participação na cuíca: Mateus Ávila
Figurino: Marina Anderle Giongo
Provocações cênicas e orientação de meditação: André Rosa
Técnico de som: Beto Chedid
Produção: Liége Biasotto – Cuco Produções

Envie para um amigo!

CATEGORIAS
Contato
para dicas:
para anunciar: