Porto Alegre
Local:
Fundação Iberê Camargo
Avenida Padre Cacique, 2000
Porto Alegre
(+55 51) 32478000
Horário:
Das 14h às 19h
$
Grátis
Artes Visuais, Exposição
Exposição | Náufragos na Correnteza do Tempo

Tudo o que existe evolui em direção ao fim. A degradação faz parte do processo de crescimento. Esta é a dura lição que Denise Gadelha enfrenta diante da perda de suas obras que estavam em um apartamento atingido por um vazamento de água devastador.

Na individual que apresenta na Fundação Iberê Camargo, a artista transmuta o caráter trágico da despedida ao encarar com otimismo o gesto de juntar os cacos remanescentes e com eles construir novos trabalhos; novos horizontes.

Apenas duas obras originais que sobreviveram ao acidente compõem a mostra; os demais projetos, de caráter instalativo, foram na maioria concebidos especialmente em diálogo com o espaço do museu. A exceção é a obra Espaço-tempo permeável que foi comissionada para a exposição Antilogias: o fotográfico na Pinacoteca, em 2017. Apesar de ter sido incorporada ao acervo da Pinacoteca do Estado de São Paulo, será novamente apresentada aqui em Porto Alegre numa montagem totalmente diferenciada. No total serão apresentadas sete obras de base fotográfica, incluindo três instalações de grandes dimensões, que abordam a transformação física de imagens que sofreram desgaste pela ação da água, variação de temperatura e proliferação de mofo. A passagem do tempo sobre a matéria, mesmo aquela destinada ao registro da memória – como no caso da fotografia – é o tema desta exposição.

Denise Gadelha nasceu em Belém do Pará em 1980. Viveu em Porto Alegre de 1981 a 2010. Hoje vive e trabalha em São Paulo. É mestre em Poéticas Visuais pelo Programa de Pós Graduação em Artes Visuais do Instituto de Arte da UFRGS. Atua como artista, professora, curadora e organizadora de programas culturais vinculados à arte contemporânea, fotografia e publicações independentes. Com o auxílio do Prêmio Marc Ferrez da Funarte coordenou o projeto de pesquisa entrevistando mais cem artistas de Norte a Sul do Brasil ao longo de dois anos, que culminou na exposição “Fotos contam Fatos” na Galeria Vermelho (2014-15), e a disponibilização online da catalogação dos 222 itens que compuseram a mostra. Em 2017 o desdobramento desta pesquisa intitulado “Photo-Paged” foi apresentado no Centre de la Photographie Genève, Suíça. Neste ano também organizou a Plataforma Brazil na programação da MIA-Photo em Milão, com a curadoria da exposição “TransNaturae”. Atuando como artista, em 2017 participou das mostras “Antilogias: o fotográfico na Pinacoteca” (Pina_SP), participou do coletivo Marginalia Museum, na mostra “De Rerum Natura”, no espaço Camera F em Lugano, Suíça, e, da mostra “O que a Imagem Não Revela”, no espaço independente Isla, São Paulo, SP. Ainda em 2017 foi a idealizadora e organizadora do evento “Livrotecagem + Escambo” realizado na Galeria Vermelho como parte das atividades itinerantes da SP-Arte/Foto.

Imagem: Denise Gadelha. Sem título, 1999. Foto © Denise Gadelha.

 

A mostra fica em cartaz até o dia 10 de março de 2019.

Envie para um amigo!

CATEGORIAS
Contato
para dicas:
para anunciar: