Porto Alegre
Local:
Galeria de Arte Mamute
Rua Caldas Júnior, 375
Porto Alegre
(+55 51) 32862615
Horário:
das 19h às 22h
$
Gratuito
Artes Visuais, Exposição
CORVA – Andressa Cantergiani

A Galeria de Arte Mamute convida para a abertura da exposição “Corva”, de Andressa Cantergiani , dia 24 de abril, quarta-feira, às 19h. Com curadoria de Daniela Labra, a exposição marca o lançamento de Cantergiani como artista representada Mamute e apresenta obras inéditas criadas especialmente para a mostra.

Tendo como ponto de partida a performance “Raven” executada pela artista na Feira Internacional de Arte de São Paulo, SP-ARTE/2019, “Corva” apresenta-se de forma instalativa, reunindo performance, esculturas-jóias, produzidas em colaboração com a joalheira contemporânea Alice Floriano, fotografias, objetos e uma instalação propositiva.

In process, a exposição propõe ativações no decorrer da mostra por meio de conversas com artistas, curadores e pesquisadores da Arte, trazendo reconfigurações das obras, bem como reapresentações de “Raven”, em datas a serem divulgadas pela Mamute. A abertura conta com apresentação da performance “Raven”.

ANDRESSA CANTERGIANI
Artista Visual e performer. Doutoranda em Poéticas Visuais pelo Programa de Pós-Graduação do Instituto de Artes Visuais da UFRGS. Mestre em Comunicação e Semiótica pela PUC/SP. Graduada em Artes Cênicas pelo Departamento de Artes Dramáticas da UFRGS. Vive e desenvolve seu trabalho artístico em Porto Alegre.
Estudou Performance na UDK- Universidade das Artes em Berlin, através do prêmio CDEA- DAAD. Gestora da Bronze Residência e fundadora da galeria Península em Porto Alegre. Curadora e educadora do PPPP [Programa Público de Performance Península] premiado pelo editais #Juntospelacultura FAC ProculturaRS, pelo FUMPROARTE, Atelier Livre POA e como melhor Projeto de Divulgação e Inovação Cultural no Prêmio Açorianos de Artes Plásticas. Realizou residências, projetos e exposições em diversos lugares do mundo com destaque para ação-instalação AVESSO, em parceria com o artista Maurício Ianês, na Fundação Iberê Camargo, Porto Alegre e exposição individual AORISTA, curadoria Francisco Dalcol, na Fundação ECARTA, Porto Alegre.

DANIELA LABRA
É curadora de artes visuais e crítica de arte. Pós-Doutora pela ECO/UFRJ com bolsa PDJ/ CNPq com o projeto interdisciplinar Depois do Futuro: Ruínas e reinvenções da Modernidade nas artes contemporâneas (2014-2016). Doutora em História e Crítica da Arte pelo PPGAV EBA-UFRJ, com a tese: Legitimação internacional da Arte Brasileira, análise de um percurso: 1940-2010. Vencedora do Prêmio Gilberto Velho de Teses da UFRJ 2015, na área de Letras e Artes. Desenvolve projetos de curadoria, escrita crítica e pesquisa na área de Artes Visuais, atuando principalmente nos temas: arte brasileira, processos estéticos latinoamericanos, teoria descolonial, performance arte, performatividade, arte e política. Professora de Teoria da Arte e História na EAV Parque Lage, Rio de Janeiro (2010-2016). Crítica de artes plásticas no Jornal O Globo (2014-2016). Professora do curso Curating Performance Art no Node Curatorial Studies Online (2018). Curadora da Frestas Trienal 2017: Entre Pós-Verdades e Acontecimentos, SESC Sorocaba, São Paulo. Reside e trabalha entre Rio de Janeiro e Berlim.

Envie para um amigo!

CATEGORIAS
Contato
para dicas:
para anunciar: