Porto Alegre
Local:
Vila Flores
Rua São Carlos, 753
Porto Alegre
(+55 51) 997629266
Horário:
Das 16h às 22h
$
Grátis
Instalação, Música
Cornucópia Sunset| 5˚ Kino Beat

No meio do caminho entre um concerto e uma festa, a Cornucópia Sunset propõe uma tarde/noite de abundância de ritmos, tempos e sonoridades. O percurso musical parte da introspecção instrumental, se desenrola em poesia com beats lo-fi, abre a pista com disco music brasileira robotizada, e acaba numa miscelânea de sons globais feitos para dançar.

Cornucópia é um símbolo representativo da abundância. Na mitologia greco-romana era representada por um vaso em forma de chifre, com uma abundância de frutas e flores.

Programação:

Oko DJ (França)

OKO DJ, sob seu nome real Marine, tem sido elogiada pelo ecletismo e pela qualidade de suas seleções, quebrando barreiras entre gêneros e ritmos. De sons contemporâneos e futuristas a música dos anos 80, da música corporal fria a atmosferas exóticas, os sets do OKO DJ são marcados por um sabor e liberdade únicos.

A apresentação da OKO está sendo realizada pela Aliança Francesa de Porto Alegre, Kino Beat e Ministério da Cultura (MinC) por meio da Lei de Incentivo à Cultura (Rouanet), com patrocínio da Timac Agro e apoio do Institut Français.

http://shapeplatform.eu/artist/oko-dj/

Saskia (Porto Alegre)

Saskia apresenta o melhor de sua produção musical, em uma performance potente que não se permite encaixar em um único estilo musical. A compositora transborda irreverência utilizando a música não apenas como uma válvula de escape, mas também para abordar questões particulares da vida na metrópole.
Com 22 anos e natural de Porto Alegre, Saskia grava músicas desde 2010. Compositora, cantora e produtora musical, já lançou suas tracks pelo grupo de artistas negros NON International, além de ser membra da Coletividade.NÁMÍBIÀ, grupo afrobrasileiro de música, arte e performance. Suas gravações lo-fi utilizam poucos recursos e intercalam linhas melancólicas de guitarra e teclado orgânicos com beats pegados eletrônicos e plásticos que transitam entre o trap, o indie e o folk. SASKIA empodera-se enquanto mulher negra e periférica e lança seu primeiro álbum físico em 2019 pelo projeto Natura Musical.

https://soundcloud.com/salnasalada

Repetentes 2008 (RJ)

O fascínio pela década de 1980/90 e a maneira única como Gabriel Guerra consegue retratar a cultura digital dessa época são algumas das principais razões pelas quais Repetentes 2008 é um dos mais ambiciosos projetos da música eletrônica brasileira. Longe de qualquer estereótipo que o Vaporwave possa ter proposto, suas músicas sintetizam muito além de sonoridades e timbres, mas a sensação de estar vivendo uma espécie de Zeitgeist que permeia pelos arcade games, comerciais da loja Mapping e vinhetas Hans Donner.

https://soundcloud.com/repetentes2008

M. Takara (SP)

“Música Resiliente Para Pessoas e Lugares” é um registro que retrata as amizades e colaborações do paulistano Mauricio Takara (baterista do Hurtmold) com nomes como Joe Lally, Nathan Bell, Tim Kerr e Hanna Olivegren, que conheceu mais de perto durante passagem desses artistas pelo Brasil.

“Música Resiliente…” tenta, em um momento de confusões geopolíticas e ondas de separatismo, celebrar o lado humano e congregante da criação musical, por meio de uma viagem do brasileiro por algumas cidades americanas, em que reencontra essas parcerias e conexões. O resultado é uma música viva e espontânea, na qual prevalece o uso de improvisos e conversas sonoras entre instrumentos de corda, percussão e vozes, com atmosferas e espaço para cores diversas.

https://desmonta.bandcamp.com/album/m-sica-resiliente-para-pessoas-e-lugares

Mostra Audiovisual Sem Destino convida Joana Burd e Leo Caobelli

A mostra de videoarte Audiovisual Sem Destino iniciou em 2014, sendo um dos tripés da pesquisa de mesmo nome, coordenada por Elaine Tedesco na Universidade Federal do Rio Grande do Sul. O objetivo é ter e dar acesso a processos de criação e reflexão em videoarte.

Joana Burd apresentará a vídeo projeção mapeada Corpo Vibratório, o trabalho consiste em uma projeção mapeada em três círculos de madeira. As gravações foram feitas num ensaio com a bailarina e performer Paula Finn, e propõe ao visitante experienciar o registro de gestos repetitivos em seus paralelos vibratórios e Leo Caobeli fará a pré-estreia do curta metragem Acesso permitido, realizado a partir de arquivos (imagens e sons) de Hds descartados pelos proprietários e por ele encontrados galpões de reciclagem de lixo. A mostra tem curadoria de Elaine Tedesco e acontecerá no Galpão do Vila Flores.

http://www.audiovisualsemdestino.com.br/

Envie para um amigo!

Música
Música
Daniel Guerra
Espaço Cultural 512
Música
Daniel Guerra
Espaço Cultural 512
Festa
Festa
Armário de Saia
Workroom
Festa
Armário de Saia
Workroom
Música, Show
Música, Show
João Bosco
Sgt. Peppers Pub Bar
Música, Show
João Bosco
Sgt. Peppers Pub Bar
Festa
Festa
Drinke
Venezianos
Festa
Drinke
Venezianos
CATEGORIAS
Contato
para dicas:
para anunciar: