Local:
Centro Cultural São Paulo
Rua Vergueiro, 1000
Liberdade - São Paulo
(11) 3397-4002
Horário:
das 10h às 20h
$
Grátis
Artes Visuais, Exposição
SP – A CAPITAL TROPICALISTA

SP – A CAPITAL TROPICALISTA celebra os 50 anos do movimento mais transgressor da música brasileira e faz uma homenagem à cidade de São Paulo, como cenário e plataforma da Tropicália. A abertura acontece no dia 6 de abril, às 19h e fica em cartaz até o dia 6 de maio, na Sala Tarsila do Amaral, Centro Cultural São Paulo.

O cometa tropicalista durou pouco mais de um ano, mas sua influência pode ser percebida até hoje, nos imperativos de ruptura estética que movem a música brasileira nos últimos 50 anos. Aberta às novidades e aos movimentos artísticos, São Paulo foi a usina que permitiu aos tropicalistas aperfeiçoarem seu discurso, o terreno que abrigou a explosão da vanguarda iconoclasta, o coração do país que se debatia entre o arcaico e o novo, o ponto de fusão de todos os Brasis.

O sistema de vídeo-mapping a ser usado na exposição da Sala Tarsila pretende reproduzir uma experiência tropicalista – canções que se constituem num desenrolar de imagens, nascidas da justaposição de objetos e desejos. Um dos mais importantes VJs do país, com trabalhos realizados para grandes audiências, como o da abertura das Olimpíadas do Rio, Spetto criou um vídeo de 12 minutos, especialmente para a exposição, a partir da preciosa trilha sonora do período.

Na Sala Tarsila, de 617 metros quadrados, esse vídeo será projetado simultaneamente em 13 anteparos, com cerca de três metros de altura cada um – criando cenários distintos, de realidade e sonho, em que o visitante poderá circular entre imagens de época, as espaçonaves e guerrilhas do final dos anos 60, até filmes e fotos dos artistas em grandes performances. Se os tropicalistas queriam usar toda a tecnologia então disponível nos seus arranjos, montagens e instrumentos elétricos, a exposição pretende apresentar o que existe de mais avançado hoje, nas técnicas conhecidas como “projecionismo”. O mago VJ Spetto destacou alguns recortes do cenário a ser visto na exposição, que reproduzimos a seguir. Melhor ainda será checar in loco – só vendo, e ouvindo e sentindo.  Como afirmou Caetano Veloso ao se lembrar do movimento tropicalista na cidade, “você sente que São Paulo pode. E que São Paulo ter reunido essa energia dá muita força ao projeto Brasil”.

SP – A CAPITAL TROPICALISTA tem a concepção da produtora executiva Isa Pessoa, da FOZ Produções; direção artística do VJ Spetto, que assina a sua primeira exposição e o VJ Pedro Zaz responsável pelo designer de áudio multicanal, ambos fundadores dos United VJs – time de artistas visuais que integram criativamente as artes digitais, especialistas em projeção VJing, projeções 360 graus, VideoMapping, programação de software e imersão de som e vídeo.

EXPOSIÇÃO SP – A CAPITAL TROPICALISTA

Tropicália (Caetano Veloso)
Álbum: Caetano Veloso (gravado em 1967; lançado em 1968)

Alegria, alegria (Caetano Veloso)
Álbum: Caetano Veloso (gravado em 1967; lançado em 1968)

Divino, maravilhoso (Gilberto Gil e Caetano Veloso)
Álbum:  Gal Costa (gravado em 1968; lançado em 1969)

São São Paulo (Tom Zé)
Álbum: Tom Zé (Grande Liquidação) – 1968

Domingo no parque (Gilberto Gil)
Álbum: Gilberto Gil (1968)

Panis et circencis  (Gilberto Gil e Caetano Veloso)
Álbum:  Tropicália ou Panis et Circenses (1968)

Bat macumba (Gilberto Gil e Caetano Veloso)
Álbum:  Tropicália ou Panis et Circenses (1968)

Geléia Geral (Gilberto Gil / Torquato Neto)
Álbum:  Tropicália ou Panis et Circenses (1968)
Intérprete: Gilberto Gil

É Proibido proibir (Caetano Veloso)
Álbum: Caetano Veloso e Mutantes – compacto Philips 1968

Baby (Caetano Veloso)
Versão: Gal Costa
Álbum:  Tropicália ou Panis et Circenses (1968)

VJ Spetto – Atua a quase 20 anos como VJ. Fundador dos United VJs, grupo internacional de VJs baseado em São Paulo e Lisboa e que conta com integrantes de diversos países. Criou a plataforma VJ University, voltada ao ensino e treinamento de técnicas artísticas. Premiado na Alemanha e na Áustria com o filme Hysteria, para Fulldomes. Especialista em Large Scale Projections, seus Video Mappings conquistaram edíficios de mais de uma dezena de países em diversos continentes. Em 2010 trouxe o VJ Torna ao Brasil, campeonato mundial de VJs. Em 2011 projetava na estação de trens Nyugati em Budapest, projeto arquitetônico de Gustave Eiffel. Em 2012 esteve a frente do videocenário do programa Fátima Bernardes. Em 2013 projetou no prédio da CIA em Washington. Em 2014 foi a vez do antigo prédio do Mappin em São Paulo. Em 2016, o software Blendy Dome VJ, desenvolvido para planetários digitais e demais superfícies 360°, lançado em 2014, foi oficialmente adotado pelo MoMA PS1 em Nova York. Trabalhou com óperas e peças clássicas realizando visuais para ambos tipos de arte erudita. O VJ Spetto esteve à frente da equipe que projetou para 3 bilhões de pessoas na abertura das Olimpíadas do Rio 2016. Junto com Zaz, ele é fundador do grupo de artistas internacionais United VJs, consagrados como um dos mais influentes produtores de VideoMapping no mundo.

United VJs – Integram criativamente as artes digitais, recorrendo as técnicas ou aos procedimentos distintos tais como, a ilusão óptica, o 3D, o Video Mapping, a arquitetura, a programação de software, o som e o vídeo. É uma equipe internacional sediada em São Paulo, que conta com parceiros por todo o Brasil, América Latina e Europa. Esta proactiva e multidisciplinar jovem equipe de VJs, já apresentou o seu trabalho, em localidades tão distintas como Budapeste, Londres, Berlim, Suíça, Lisboa, La Paz, Buenos Aires, Transilvânia, Colômbia.

Até 6 de maio
Terça a sexta, das 10h às 20h; sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h

Envie para um amigo!

BaladaNoite
Clube dos 30
22h
R$ 35 (com nome na lista); R$ 45 (sem lista); R$ 90 (consumação)
BaladaNoite
Clube dos 30
O Clube dos 30 é uma festa dedicada ao melhor da programação nacional e internacional de diversas rádios Flashback, como Eldorado, Mit FM e Alpha FM, além das melhores Trilhas Sonoras da Sessão da Tarde. Prepare-se para ouvir: Tina Turner, Peter Cetera, Little Texas, Extreme, Smokey Robinson, Tears For Fears, The Human League, Soft Cell, […]
LOCAL
HORÁRIO
$
R$ 35 (com nome na lista); R$ 45 (sem lista); R$ 90 (consumação)
LiteraturaMúsica
Sófálá: Slam de poesia
das 16h30 às 19h
Grátis
LiteraturaMúsica
Sófálá: Slam de poesia
O Slam de Poesia, comandado pelo mestre de cerimônias Emerson Alcade, recebe DJ Sophia nas picapes e celebra o lançamento de dois livros: “Maré Cheia”, de Matheus de Araújo e “Por Amar Outra Mulher, Resisto”, de Patrícia Meira.
LOCAL
HORÁRIO
$
Grátis
BaladaNoite
CU Universal A festa
23h
R$ 10 (antecipado); R$ 15 (na porta)
BaladaNoite
CU Universal A festa
O foco é ENVIADESCER! CU Universal – A FESTA Convidamos a todxs para festejar, transbordar de prazer, nesse final de ciclo que se esvai, com alegria,extravagancia e muito Gliiiitter. Queremos mesmo É sensualizar e GOZAR na cara do patriarcado Rebolando, rebolando… Nossos corpos desviantes, espetaculosos, transantes, soltxs e festivxs num espaço exclusivamente CONTRASSEXUAL, naturalista… Tirem […]
LOCAL
HORÁRIO
$
R$ 10 (antecipado); R$ 15 (na porta)
Festa
DJ Hum + Afro X
das 19h às 23h
Grátis
Festa
DJ Hum + Afro X
Lançamento do Vinil Afro X – Um Brinde à Vida Discotecagem: Dj Hum Especial Set Vinil – Flash Back – Samba Rock – Hip Hop Participaçao: Som do Bom
LOCAL
HORÁRIO
$
Grátis
- Mais Uia -
17/09/2015
UiaTV – Rodrigo Campos
Por: Alice Coutinho
No quarto vídeo do UiaTV, Rodrigo Campos finaliza as gravações de seu novo disco Conversas com Toshiro no estúdio da yb music, e fala sobre o processo de criação do disco. Direção, vídeo e edição: Murilo Alvesso Agradecimento: yb music
23/06/2015
Cícero
Por: Ana Clara Martins Tenório
Em uma sexta feira fria na capital de São Paulo, o teatro do SESC Pinheiros era certeza de ser um dos locais mais calorosos para a noite do dia 19 de abril.   Com ingressos esgotados desde o dia de início das vendas, o cantor Cícero apresentou seu novo trabalho intitulado “A Praia” (2015), mas […]