Local:
Espaço Cultural Porto Seguro
Alameda Barão de Piracicaba, 610

(11) 3226-7361
Horário:
das 10h às 19h
$
Grátis
Artes Visuais, Exposição
Mostra Ismaïl Bahri

Tomar o particular para refletir sobre o todo. Voltar-se para uma gotícula de água sobre a pele e chamar atenção para o tempo que nos cerca. Tomá-la como uma ferramenta de auscultação, que revela e amplia a força vital pulsante para, no fim, explicitar o desejo por um ritmo orgânico, avesso à agitação do mundo contemporâneo e da vida nas grandes metrópoles. É este o norte de Ligne [Linha], obra que sintetiza e abre Instrumentos, exposição do franco-tunisiano Ismaïl Bahri que o Espaço Cultural Porto Seguro recebe entre 22 de maio e 22 de julho.

Assinada por Marie Bertran, curadora independente, e por Marta Gili, diretora do Jeu de Paume, de Paris, a exposição reúne nove videoinstalações do artista visual, a maior parte delas apresentada no centro de arte contemporânea parisiense entre junho e setembro de 2017. Em São Paulo, a mostra – primeira individual do artista na América Latina – conta com a correalização de Expomus Exposições, Museus, Projetos Culturais Ltda.

Os vídeos da exposição voltam-se para movimentos e elementos singelos: a veia pulsa, a linha separa, a mão amassa, o vento sopra, o fogo queima. Água, papel e tinta transformam-se de objetos a sujeitos protagonistas. “Na maioria das obras de Ismaïl Bahri, os instrumentos atuam como meio de intersecção entre o mundo físico e o mundo das ideias, liberando sutilmente uma série de hipóteses, cujos vereditos parecem ser indefinidamente adiados”, afirma Marta Gili.

Os trabalhos ganham força pelo enredo que se estabelece entre eles – diálogos acerca de temas como memória, território, pertencimento e envolvimento, sempre mediante a exploração de uma cartografia afetiva pessoal. A sobriedade da exposição surpreende o interlocutor e pode causar certo estranhamento. “Um dos pontos fortes de seu trabalho é que ele prende a atenção. O olho procura por pistas ou sinais e se esforça para encontrar uma maneira de compreender a imagem, enxerga-a como um enigma a ser resolvido”, diz Marie Bertran.

Muitas vezes tênues e efêmeros, os fenômenos observados sob as lentes de Ismaïl nos obrigam a ajustar nossa percepção e o alcance do olhar. A ausência de som em muitos dos trabalhos reforça a densidade do conjunto: levam o visitante a uma jornada interior, pelo reconhecimento de si e de todos em uma ação aparentemente banal.

“Valorizo em meu trabalho a busca pela simplicidade. O desafio está em, justamente, arranjar uma maneira de como expor uma questão pessoal para tratar um problema que é de todos”, afirma o artista. Nesta empreitada, Ismaïl dispõe-se a investigar, de modo extenuante, objetos, escalas, ângulos e linguagens.

Ao longo dos trabalhos, o artista percorre um caminho crescente: o plano, que no início toma como foco uma gota de não mais que dois, três milímetros, vai se alargando até compreender uma paisagem inteira dentro dos limites da projeção. O mesmo ocorre com o conteúdo, material e mais figurativo em um primeiro momento, fluído e mais abstrato ao final.

Sobre o artista

Ismaïl Bahri nasceu em 1978, em Túnis, capital da Tunísia. Atualmente, vive e trabalha entre sua cidade natal e as francesas Paris e Lyon. O vídeo ocupa um lugar importante em seu trabalho, embora o artista crie também desenhos, fotografias e instalações. Sua obra volta-se a elementos simples da vida cotidiana, sobre os quais desenvolve processos e atribui questões universais.

Participou da 13ª Bienal de Sharjah, nos Emirados Árabes, e expôs em instituições culturais como o Centro de Arte Contemporânea La Criée, em Rennes; no Jeu de Paume, em Paris; Les Églises, em Chelles; e no museu alemão Staatliche Kunsthalle, em Karlsruhe.

Seus vídeos já foram exibidos nos festivais internacionais de cinema de Toronto, Nova York, Roterdam e Marselha; e a obra Filme em branco fez parte da exposição Levantes, de Georges Didi-Huberman, no Sesc Pinheiros (2017). Seus trabalhos apresentam relações profundas com a obra de artistas como o chileno Alfredo Jaar (com quem dividiu mesa na abertura da Paris Photo em 2017), o albanês Anri Sala, o belga Francis Alÿs ou o brasileiro Jonathas de Andrade, com os quais participou da Bienal de Sarjah (2013).

Até 22 de julho
De terça a sábado, das 10h às 19h; domingos e feriados, das 10h às 17h

 

Envie para um amigo!

Artes VisuaisExposição
Mostra Programa de Exposições 2018
das 10h às 20h
Grátis
Artes VisuaisExposição
Mostra Programa de Exposições 2018
O Programa de Exposições apresenta o trabalho de oito artistas. São sete selecionados, Anna Costa e Silva (Eter), Elaine Arruda (Mastarel), Gsé Silva (Écfrase – Frases de Mãe), Marlos Bakker (SDDS 3404, imagem acima), Santidio Pereira (O preto no branco, sobreposição e nuances), e as duplas Ricardo Burgarelli e Hortencia Abreu (Só à distancia mostra-se […]
LOCAL
HORÁRIO
$
Grátis
Cinema
Queen Nanny + Dancehall Queen @ Mostra Cinema e Música
18h e 20h
Grátis
Cinema
Queen Nanny + Dancehall Queen @ Mostra Cinema e Música
Mostra Cinema e Música, composta por filmes que mostram uma ilha mais próxima de nós do que imaginamos, pela herança africana partilhada, pela vida dura das ruas nas grandes cidades do Caribe. Histórias de resistência, que inspiram, com uma tradição centenária de coragem e vitalidade produtiva. Olhares locais e estrangeiros sobre a ilha, sonorizados pela […]
LOCAL
HORÁRIO
$
Grátis
FestaHappy Hour
Discopédia
19h
R$ 10
FestaHappy Hour
Discopédia
Criada pelos DJs Dandan, Marco e Nyack, a festa mostra o que os três andam ouvindo e pesquisando sobre música. Álbuns e músicas que mudaram estéticas, estilos e vidas, sejam eles referências mundiais ou sons obscuros encontrados pelos três, que têm longa carreira com gente de peso do cenário nacional. Nesta semana: Especial Djavan     […]
LOCAL
HORÁRIO
$
R$ 10
MúsicaNoite
Thaíde @ Terça Open
23h
Grátis até meia-noite; R$ 15 depois
MúsicaNoite
Thaíde @ Terça Open
Paulistano nascido na Zona Sul de SP, Thaíde é considerado a cara do povo brasileiro: é rapper, compositor, apresentador, repórter, produtor e ator de renome no brasil e no exterior. Thaíde é considerado um dos maiores nomes do hip-hop nacional, não apenas pela obra musical mas também por levar o gênero ao rádio e à […]
LOCAL
HORÁRIO
$
Grátis até meia-noite; R$ 15 depois
- Mais Uia -
17/09/2015
UiaTV – Rodrigo Campos
Por: Alice Coutinho
No quarto vídeo do UiaTV, Rodrigo Campos finaliza as gravações de seu novo disco Conversas com Toshiro no estúdio da yb music, e fala sobre o processo de criação do disco. Direção, vídeo e edição: Murilo Alvesso Agradecimento: yb music
23/06/2015
Cícero
Por: Ana Clara Martins Tenório
Em uma sexta feira fria na capital de São Paulo, o teatro do SESC Pinheiros era certeza de ser um dos locais mais calorosos para a noite do dia 19 de abril.   Com ingressos esgotados desde o dia de início das vendas, o cantor Cícero apresentou seu novo trabalho intitulado “A Praia” (2015), mas […]