Local:
MASP
Avenida Paulista, 1578
Bela Vista - São Paulo
(11) 3251-5644
Horário:
das 10h às 18h (quintas-feiras: até 20h)
$
de R$ 15 a R$ 30; grátis às terças
Ingresso
Artes Visuais, Exposição
Guerrilla Girls: Gráfica, 1985-2017

As Guerrilla Girls se definem como um grupo de ativistas feministas que “usam fatos, humor e imagens ultrajantes para expor os preconceitos étnicos e de gênero, bem como a corrupção na política, na arte, no cinema e na cultura pop”. Constituído por ativistas anônimas, e conhecido por usar máscaras de gorila em suas aparições públicas, o grupo foi formado em 1985 em resposta a uma exposição realizada em 1984 no Museum of Modern Art (MoMA), em Nova York. Com o título International Survey of Recent Painting and Sculpture [Panorama internacional de pinturas e esculturas recentes] e curadoria de Kynaston McShine, essa mostra incluiu 165 artistas, no entanto, apenas treze eram mulheres.

O MASP apresenta uma retrospectiva com 116 trabalhos do grupo, incluindo dois novos cartazes brasileiros, baseados nas obras mais conhecidas das Guerrilla Girls. Esses dois cartazes tratam das dificuldades de ser uma artista em um mundo da arte e uma história da arte dominados pelos homens: As vantagens de ser uma artista mulher (1988/2017), As mulheres precisam estar nuas para entrar no Met. Museum? (1989) e, agora, o recente no MASP? (2017). Este último aborda o contraste entre o pequeno número de artistas mulheres comparado ao grande número de nus femininos da coleção em exibição no Metropolitan Museum de Nova York (5% e 85% em 1989, e 4% e 76% em 2012) e no MASP (6% e 60% em 2017). Embora o MASP apresente números melhores do que os do Met, o resultado seria bem diferente se considerássemos o grande número de nus femininos do modernista brasileiro Pedro Correia de Araújo, em exibição na galeria do segundo subsolo até 18 de novembro.

O discurso que emerge dos cartazes dos últimos 32 anos pode ser enquadrado nos debates sobre as políticas de identidade e sobre o multiculturalismo do final da década de 1980, particularmente nos Estados Unidos. A preocupação com um maior equilíbrio entre mulheres e homens artistas nos cenários da arte moderna e da arte contemporânea se tornou uma constante. Nos museus e na história da arte, muito do interesse renovado nas artistas mulheres, não brancxs ou que trabalham fora do eixo Europa-Estados Unidos ecoa no trabalho das Guerrilla Girls. No Brasil, somos privilegiados por ter uma história da arte dominada por mulheres como as modernistas Tarsila do Amaral e Anita Malfatti e artistas de meados do século 20, como Lygia Clark, Lygia Pape e Mira Schendel, para nomear apenas algumas que têm posição consolidada no cânone da arte. Muito ainda precisa ser feito, particularmente no que se refere a artistas (e curadores) de ascendências africana e ameríndia, bem como de contextos sociais menos privilegiados.

Até 14 de fevereiro
De terça a domingo, das 10h às 18h; quintas das 10h às 20h

Envie para um amigo!

Artes VisuaisExposição
Variação e autonomia: as gravuras de pintores japoneses contemporâneos
das 10h às 18h
Grátis
Artes VisuaisExposição
Variação e autonomia: as gravuras de pintores japoneses contemporâneos
Variação e autonomia: as gravuras de pintores japoneses contemporâneos é uma mostra que reúne um conjunto de gravuras que compreendem o período do pós-guerra, dos anos 1950 aos 1980. Após a Segunda Guerra Mundial, na década de 1950, um maior número de pintores trabalhou com litografia e a emergência do peintre-graveur (pintor que é também […]
LOCAL
HORÁRIO
$
Grátis
Artes VisuaisExposição
Mostra Programa de Exposições 2018
das 10h às 18h
Grátis
Artes VisuaisExposição
Mostra Programa de Exposições 2018
O Programa de Exposições apresenta o trabalho de oito artistas. São sete selecionados, Anna Costa e Silva (Eter), Elaine Arruda (Mastarel), Gsé Silva (Écfrase – Frases de Mãe), Marlos Bakker (SDDS 3404, imagem acima), Santidio Pereira (O preto no branco, sobreposição e nuances), e as duplas Ricardo Burgarelli e Hortencia Abreu (Só à distancia mostra-se […]
LOCAL
HORÁRIO
$
Grátis
ExposiçãoLiteratura
Ocupação Antonio Candido
das 11h às 20h
Grátis
ExposiçãoLiteratura
Ocupação Antonio Candido
De 23 de maio a 12 de agosto, o programa Ocupação chega à sua 40ª edição e homenageia um intelectual paulista que é mineiro nascido no Rio de Janeiro*. Um leitor preciso, que admirava escritores como Guimarães Rosa e Marcel Proust. Um pai acadêmico, mas que interrompia a escritura de grandes obras, como Formação da […]
LOCAL
HORÁRIO
$
Grátis
Música
Forró de Vitrola na Kombi
15h
Grátis
Música
Forró de Vitrola na Kombi
O Forró de Vitrola é um projeto realizado em Brasília e tem a proposta de levar bailes de forró pé de serra com um rico acervo de discos de vinil a diversas localidades, em locais abertos, públicos, a bordo de uma Kombi 1973 devidamente customizada e aparelhada com toca­discos, sonorização e iluminação. Durante o baile, […]
LOCAL
HORÁRIO
$
Grátis
- Mais Uia -
17/09/2015
UiaTV – Rodrigo Campos
Por: Alice Coutinho
No quarto vídeo do UiaTV, Rodrigo Campos finaliza as gravações de seu novo disco Conversas com Toshiro no estúdio da yb music, e fala sobre o processo de criação do disco. Direção, vídeo e edição: Murilo Alvesso Agradecimento: yb music
23/06/2015
Cícero
Por: Ana Clara Martins Tenório
Em uma sexta feira fria na capital de São Paulo, o teatro do SESC Pinheiros era certeza de ser um dos locais mais calorosos para a noite do dia 19 de abril.   Com ingressos esgotados desde o dia de início das vendas, o cantor Cícero apresentou seu novo trabalho intitulado “A Praia” (2015), mas […]